Slideshow

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Tudo em cima para a CONFERENCIA CAPACITAR na Ilha do Governador!!


A conferencia capacitar é uma resposta diante da necessidade constante de aperfeiçoamento e formação de lideres para o ministério com jovens das igrejas locais.
Precisamos provocar uma reflexão constante sobre o tema e fomentar a formação de novos lideres. Isso porque acreditamos na juventude, é a nossa causa missionária.

A conferencia vai acontecer no dia 23 de setembro, a partir das 9h e seguirá até as 17h. Será na ADIG – Templo Central.
Assembléia de Deus da Ilha do Governador (Estrada do Cacuia, 475, Ilha do Governador, Rio de Janeiro - RJ.
Nesse dia teremos: plenárias, oficinas, debates, muita troca de experiencias e um tempo rico de aprendizado.
Pastores, Pais, Educadores, Seminaristas, Professores de EBD, Adolescentes, Jovens e interessados. Vamos viver essa experiência juntos.
Acreditamos que as juventudes podem ser agentes de mudança, por isso devemos investir recursos para a capacitação de pessoas que dediquem suas vidas pela juventude brasileira.


Plenárias
Jader Cruz
- Conceitos basicos de liderança com jovens
- Cuidando dos cuidadores
Gabriel Oliveira
- Ativando a próxima geração. Um dialogo sobre discipulado.
Jean Carlo
- A igreja local como oportunidades para engajamento

Oficinas que interagem com o cotidiano do líder
- A relação entre o pastor e o líder de jovens – Ecio Targino
- A valorização do jovem no espaço da escola dominical – Ezequiel Pereira
- Fundamentos bíblicos para o líder de jovens – André Luiz
- Casos de sucesso entre o esporte e a juventude – Rafael Muniz
- Formação de agentes de prevenção as drogas, cuidado e apoio – Equipe Cuca Limpa

Investimento
R$ 30,00 - incluído almoço.
Condições especiais para grupos.
Compartilhe em seus grupos, líderes e pastores.

Caso precise de maiores informações, Whatsapp 21 96432-2877 / 97035-2666

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Rafael Muniz falando sobre a conferencia capacitar

Veja quem vai estar na conferência capacitar na ilha do Governador, o nosso querido Rafael Muniz.
Ouça o recado dele!!!


Contagem regressiva: faltam apenas 80 dias.

A conferencia capacitar é uma resposta diante da necessidade constante de aperfeiçoamento e formação de lideres para o ministério com jovens das igrejas locais.
Precisamos provocar uma reflexão constante sobre o tema e fomentar a formação de novos lideres. Isso porque acreditamos na juventude, é a nossa causa missionária.

A conferencia vai acontecer no dia 23 de setembro, a partir das 9h e seguirá até as 17h. Será na ADIG – Templo Central.
Assembléia de Deus da Ilha do Governador (Estrada do Cacuia, 475, Ilha do Governador, Rio de Janeiro - RJ.
Nesse dia teremos: plenárias, oficinas, debates, muita troca de experiencias e um tempo rico de aprendizado.
Pastores, Pais, Educadores, Seminaristas, Professores de EBD, Adolescentes, Jovens e interessados. Vamos viver essa experiência juntos.
Acreditamos que as juventudes podem ser agentes de mudança, por isso devemos investir recursos para a capacitação de pessoas que dediquem suas vidas pela juventude brasileira.


Plenárias
Jader Cruz
- Conceitos basicos de liderança com jovens
- Cuidando dos cuidadores
Gabriel Oliveira
- Ativando a próxima geração. Um dialogo sobre discipulado.
Jean Carlo
- A igreja local como oportunidades para engajamento

Oficinas que interagem com o cotidiano do líder
- A relação entre o pastor e o líder de jovens – Ecio Targino
- A valorização do jovem no espaço da escola dominical – Ezequiel Pereira
- Fundamentos bíblicos para o líder de jovens – André Luiz
- Casos de sucesso entre o esporte e a juventude – Rafael Muniz
- Formação de agentes de prevenção as drogas, cuidado e apoio – Equipe Cuca Limpa

Investimento
R$ 30,00 - incluído almoço.
Condições especiais para grupos.
Compartilhe em seus grupos, líderes e pastores.

Caso precise de maiores informações, Whatsapp 21 96432-2877 / 97035-2666

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Carta aos lideres de jovens


A atuação do líder de jovens precisa entender que existe a possibilidade de estar lidando com situações dessa complexidade, e buscar formas de diálogo para alcançar mentes e corações. 


20% são milhões de jovens sem paz, que encontram na auto mutilação algum tipo de "alívio" para o tormento de sua alma.

Isso me faz pensar o quão irrelevante pode ser uma liderança que foca em produção de eventos como respostas às crises dessa geração. 

Precisamos conversar muito sobre isso, ampliar o diálogo com toda a rede de relacionamentos do grupo, e propor com responsabilidade. 

 Tome um tempo de oração e construa suas ações com base em demandas reais, não pelos seus desejos pessoais de realização. A juventude brasileira precisa muito de líderes que mergulhem em busca de soluções para as dores desse tempo.

 Tome um tempo de aconselhamento, com mentores e líderes que entendam esse momento da juventude. 

 Tome um tempo de diálogo com o grupo, a fim de entender o que se passa de verdade com eles. Só será possível esse entendimento se de fato você descer do púlpito e ouvi-los com amor e respeito. 

 Entenda a importância de sua dedicação pela causa e não somente pelo cargo. Isso fará toda diferença. 

Que Deus abençoe sua liderança e lhe instrua a tocar na juventude com amor.

Jader Cruz

terça-feira, 27 de junho de 2017

Conferencia Capacitar na Ilha do Governador


ATENÇÃO PARA MUDANÇA DA DATA - 23 de Setembro

Conferencia Capacitar 2017 – Ilha do Governador
Capacitando a juventude, gerando lideres!

A conferencia capacitar é uma resposta diante da necessidade constante de aperfeiçoamento e formação de lideres para o ministério com jovens das igrejas locais.

Precisamos provocar uma reflexão constante sobre o tema e fomentar a formação de novos lideres. Isso porque acreditamos na juventude, é a nossa causa missionária.

A conferencia vai acontecer no dia 23 de setembro, a partir das 9h e seguirá até as 17h. Será na ADIG – Templo Central. Assembléia de Deus da Ilha do Governador (Estrada do Cacuia, 475, Ilha do Governador, Rio de Janeiro - RJ.

Nesse dia teremos: plenárias, oficinas, debates, roda de conversa e um painel de iniciativas.

Pastores, Pais, Educadores, Seminaristas, Professores de EBD, Adolescentes, Jovens e interessados. Vamos viver essa experiência juntos.

Acreditamos que as juventudes podem ser agentes de mudança, por isso devemos investir recursos para a capacitação de pessoas que dediquem suas vidas pela juventude brasileira.


Plenárias
Jader Cruz
- Cuidando dos cuidadores
Gabriel Oliveira
- Ativando a próxima geração. Um dialogo sobre discipulado.
Jean Carlo
- Conceitos básicos de liderança com jovens

Oficinas que interagem com o cotidiano do líder
- A relação entre o pastor e o líder de jovens – Ecio Targino
- A valorização do jovem no espaço da escola dominical – Ezequiel Pereira
- Fundamentos bíblicos para o líder de jovens – André Luiz
- Casos de sucesso entre o esporte e a juventude – Rafael Muniz
- Formação de agentes de prevenção as drogas, cuidado e apoio – Equipe Cuca Limpa

Investimento
R$ 30,00 - incluído almoço.
Condições especiais para grupos.
Compartilhe em seus grupos, líderes e pastores.

Caso precise de maiores informações, Whatsapp 21 96432-2877 / 97035-2666
Email: conferenciacapacitar@gmail.com

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Características de uma liderança influente (Para lideres de jovens)





Nos dias atuais observa-se muitos ministérios sofrendo perdas em seu rol de membros devido as influencias mundanas, e dentro deste contexto quero aqui dar uma atenção em especial a duas classes que é a de adolescentes e jovens cristãos, claro que existe um mundo de coisas por trás desse senário tipo: a sociedade moderna que influência o cotidiano, acesso a informações por meios tecnológicos e  grupos sem comprometimento com o Reino de Deus e outros, tudo isso acaba contribuindo para a má formação do caráter cristão, enfim, muitos são as atrações que o mundo moderno tem a oferecer, entretanto a liderança ministerial terá uma responsabilidade pela frente em mentoriar e se tornar um agente influenciador para essas duas classes cheias de dúvidas e questionamentos. Ao me deparar com essa realidade Deus me traz a memória o jovem Daniel que foi levado em cativeiro com seus três amigos (Hananias, Misael e Azarias) para Babilônia o muitos outros jovens, porém Daniel propôs em seu coração a não perder seu relacionamento com Deus propondo em não se contaminando com os manjares e vinhos que o rei Nabucodonosor havia determinado, o seu posicionamento firme em não corromper o seu caráter mostrou que o temor a Deus o impulsionou a uma rápida análise crítica  identificando algo que a Babilônia (mundo) queria oferecer para corromper seus bons costumes, sua influência foi muito relevante isso porque Daniel acabou assumindo uma responsabilidade em se alimentar somente de água e legumes durante dez dias influenciando também seus três amigos a não se contaminarem com alimento oferecido por Nabucodonosor (satanás), no final dos dez dias seus semblantes eram mais formosos do que os outros jovens que se alimentaram do manjar e bebidas do rei (Daniel Cap. 1).

Resumo

Nesse artigo quero apontar caminhos visando minimizar esse placar que está se tornando devastador dentro de nossas igrejas cristãs, mesmo sabendo que essas más influências tem causado uma mudança no comportamento dos adolescentes e jovens quero aqui discutir de forma reflexiva uma maneira que venha ajudar o líder a enxergar e combater esse problema que tem afetado nossas igrejas, assim como Daniel exerceu uma liderança consciente no passado eu creio que Deus tem capacitado e levantado lideres capazes de identificar e fazer a diferença no atual senário.

Na conferência capacitar 2016, o pastor Jader Cruz, em sua fala citou o exemplo de um líder presente e trouxe a pessoa de Jesus como ponto central a ser seguido, leia em Mateus: 5:1 - Jesus, vendo as multidões, subiu a um monte e, assentando-se, os seus discípulos aproximaram-se dele.  2. E Jesus, abrindo a boca, os ensinava...

Logo percebi que:

O líder Jesus estava sempre conectado com o cotidiano assimilando o que estava acontecendo em sua volta e através de sua mentoria ensinava os discípulos a como se comportarem em meio às circunstâncias da vida.

Mesmo que o líder não tenha tempo suficiente para estar in loco ele poderá se tornar um agente influenciador por meio das redes sociais exercendo sua liderança mesmo não estando presente isso porque o contato será por textos, estudos ou vídeos, o importante é se criar uma rede de relacionamento com seus liderados permitindo que eles não se sintam sozinhos, ou você pensa que somente os encontros domingueiros serão eficazes? Não se esqueça de que os liderados terão uma semana inteira pela frente com muitas horas vagas, alguns com tempo de sobra tentando uma relação com alguém por de trás da tela dos PC’s, notebooks, smartphones teclando e navegando a uma conexão de banda larga onde terão acesso a milhões de usuários tentando assimilar uma constelação de questionamentos e pensamentos a serem esclarecidos e resolvidos, infelizmente alguns dos nossos liderados procuram as respostas e aconselhamentos em locais e com pessoas erradas, é justamente nessa hora que a liderança terá que agir mostrando-se presente. A tecnologia sendo bem utilizada torna-se uma ferramenta de muito valor nessa suposta ausência física, não tem como negar que hoje a grande parte da população está conectada à internet, inclusive o público alvo aqui discutido, em matéria publicada no G1, site: http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2016/07/jovem-brasileiro-e-mais-conectado-internet-do-que-media-global.html uma pesquisa realizada em dez países apontou que os jovens brasileiros são os mais conectados do que a média global, o estudo aponta que jovens entre 15 e 18 anos se sentem solitários e ansiosos quando estão sem a internet, mais do que os 65% que se sentem assim longe da família. Cito que o líder terá um papel fundamental na orientação de seus liderados, orientando-os a serem moderados com a modernidade pois “a tempo para todas as coisas” (Eclesiastes 3), fato é que o uso em excesso dessa tecnologia (internet) poderá criar hábitos não saudades na vida do usuário incluindo o líder, porém quando a utilizamos de maneira correta e de forma estratégica possibilitará o líder a se aproximar de seus liderados, a presença humana sempre será o fator primordial. Ao se pensar em construir uma liderança influente citarei algumas dicas como sugestão, crie grupos de estudos que se dediquem a discutir temas atuais do tipo: jovens no mundo pós-moderno, jovens missionários no campo universitário, não abro mão da vida eterno por segundos de prazer, sou Hebreu mesmo vivendo no mundo babilônico, oração no lar criando uma relação amigável entre os liderados e a família, evangelismo criativo, missões urbanas e etc.... Também poderá utilizar o esporte como uma ferramenta de aproximação, inclusão, recreação e evangelização onde se trabalhará o lado ocioso desses jovens cheios de dúvidas e questionamentos e ainda tendo a oportunidade de se trabalhar o primordial para a vida que é a palavra de Deus, leve em consideração que o esporte é considerado um dos fenômenos socioculturais mais importante neste final de século, segue link visualização: https://drive.google.com/file/d/0B1Xf9wh3lneXZk9RYU9ERFRJeG5WckNsR3U3OEFfQTQxWi1v/view?usp=sharing

Algo muito relevante seria inserir os liderados no processo de construção dos cultos, consagrações e projetos com outros departamentos do ministério lhes oferecendo uma oportunidade na construção dos trabalhos ministérios onde teriam  responsabilidades porém supervisionada onde deixariam de ser coadjuvantes se tornando participantes ativos, enfim, são muitas as possibilidades de aproximação que possibilitará o aconselhamento, porém o mais importante para o líder e ter o senso crítico construtivo, conhecer a cada liderado e ajustar o que não está dando certo.

Ao falar sobre liderança presente sem sombra de dúvidas não podemos deixar de citar mais uma vez o mestre Jesus que sempre esteve ao lado de seus discípulos, e mesmo sabendo que os deixariam por um momento prometeu e cumpriu seu plano nós deixando o Espírito Santo como nosso consolador, cuidador e orientador, outro grande exemplo temos o apostolo Paulo, homem esse que exerceu uma liderança impecável, por onde passava levantava discípulos, os influenciava, os orientava, e se comunicava, claro que naquela época não existia internet, mais as cartas Paulinas estão ai de exemplo, todas elas remetiam ao povo a vir exercer a fé plena em Jesus Cristo com isso muitos outros discípulos foram surgindo,  como um dos grandes exemplo temos o jovem Timóteo, mesmo o líder sendo presente essas influencias ocorreram e existirão as evasões porém os resultados serão menos danosos para o seu grupo e ministério.

O líder que assume o papel de influenciador terá a oportunidade de fazer parta na construção de um futuro possivelmente promissor de seus liderados, o apóstolo Paulo se tornou uma referência e teve boa influência na vida de Timóteo, se observamos a cobrança feita por Paulo a Timóteo vamos perceber que a cobrança o ajudou a desenvolver o ministério desse jovem pastor, leia em Timóteo, 4:10-15. O apóstolo Paulo se preocupava sempre em estar orientando exercendo um relacionamento individual onde ajudaria os discípulos e líderes a passar ou superar os obstáculos da vida e ministério.

Analisando a liderança de Cristo observamos que Ele sempre esteve presente na vida dos discípulos, uma das muitas qualidades que Jesus Cristo tinha era ser amoroso, e quando se desenvolve essa qualidade não importa o momento, seja bom ou ruim será sempre fundamental o líder ser e se fazer presente. Exemplo disso encontramos na palavra, vejamos no momento de festa onde tinha alegria (João 2:2) lá estava Jesus, nas dificuldades pessoas do líder (João 13:1), lembre-se os momentos difíceis ocorreram, afinal ninguém estará livre, porém siga o exemplo de Cristo, e por fim na adversidade de seus discípulos (Mateus 14:27).

Conclusão

Ainda que exista a má influência creio que o líder cristão sempre será um agente importante na vida dos liderados, ainda que não se alcance o coração de todos alguém do meio estará sempre observando a postura do líder, que nossas escolhas seja sempre fazer a vontade de Deus, que cada líder busque a capacitação e exerça seu chamado de forma plena e eficaz. (Colossenses 3. 23). E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor e não para homens, 24. Conscientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que estais servindo!  25. Pois quem agir de forma injusta receberá o devido pagamento da injustiça cometida; e nisto não há exceção para pessoa alguma.

Graça e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. Sempre dou graças ao meu Deus por vós pela graça de Deus que vos foi dada em Jesus Cristo. Porque em tudo fostes enriquecidos nele, em toda a palavra e em todo o conhecimento (Como o testemunho de Cristo foi mesmo confirmado entre vós). De maneira que nenhum dom vos falta, esperando a manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo, O qual vos confirmará também até ao fim, para serdes irrepreensíveis no dia de nosso Senhor Jesus Cristo. (1 Co. 1:3-8).


Fonte de Pesquisa
Bíblia de Estudo Pentecostal, Almeida Revista e corrigida.
Livro Liderança Avançada Aprendendo os Princípios do céu para liderar na terra, Autor Reginaldo Martins, Central gospel.

http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2016/07/jovem-brasileiro-e-mais-conectado-internet-do-que-media-global.html

https://noticias.gospelmais.com.br/estudo-aponta-porque-60-dos-jovens-deixam-a-igreja-apos-concluir-o-ensino-medio-ou-a-faculdade.html

http://blog.comshalom.org/carmadelio/26623-pesquisa-indica-pistas-para-evasao-jovem-das-igrejas-evangelicas-pistas-se-aplicam-tambem-a-nos-catolicos

https://drive.google.com/file/d/0B1Xf9wh3lneXZk9RYU9ERFRJeG5WckNsR3U3OEFfQTQxWi1v/view?usp=sharing (Os valores atribuídos ao esporte, neste século, segundo a visão dos obreiros da Assembleia de Deus – Ministério Ouro Fino/RJ



Rafael Muniz é presbítero da Assembleia de Deus Ministério Ouro Fino, casado, foi líder jovem por seis anos no ministério e atualmente dirigente de uma congregação.


Licenciado e Bacharelado em Educação Física pela Unisuam, Pós Graduado em MBA Gestão Empresarial pela Unisuam e Faz parte da equipe de palestrantes da Conferência Capacitar voltada para capacitação e aperfeiçoamento de líderes para o ministério com jovens.





terça-feira, 18 de abril de 2017

Qual o papel do líder de jovens acerca do “Baleia azul”



Esse jogo expõe as fragilidades, da juventude, da família e da igreja.

Sinceramente eu acredito que nunca a juventude esteve tão exposta e vulnerável quanto nesse tempo, se permitindo contato com jogos em que o principio é a negociação de suas vidas. Podemos discutir essa vulnerabilidade sob alguns pontos de vista, mas penso que um deles seja a fragilidade da família, o distanciamento dos pais, a dificuldade de dialogo, muito provavelmente porque cada dia que passa a comunicação se difere, ficando mais difícil acompanha-los. Os pais que se esforçam até começam a buscar na plataforma virtual esse "acompanhamento" mas quando eles começam a aprender novas formas vem a juventude mergulham em outras formas, sejam videos, e tudo que lhes mantenham distantes da interação com seus pais. O fato é que a família não consegue acompanhar esse avanço nas novas linguagens, e isso é um risco enorme. 

Somos de outro tempo, nós vimos a internet discada, eles já nasceram na banda larga. Nós tirávamos fotos nas festas e torcíamos para que nenhuma pose queimasse, eles postam imediatamente o que estão vivendo, e muitos nunca revelaram sequer uma foto física. 

Muitos pais estão nesse momento tentando buscar formas de recuperar o tempo e o espaço perdido, a sombra desse jogo maldito estão pedindo a Deus que lhes façam pegar seus filhos pelos braços de novo, tal como faziam quando eram bebes. Esse medo de perder para o suicídio tem apavorado muitas famílias, ninguém espera uma noticia dessa. E quando se voltam pra igreja buscando ajuda percebem que o máximo que conseguem são orações. Não que orar é pouco, alias, já é uma grande ajuda, mas penso que nossas igrejas deveriam propor soluções adequadas as suas condições, umas com possibilidades de terem em seu staff uma equipe de psicólogos, outras sem recursos deveriam se juntar e solicitar ajuda publica, com palestras e viabilizando atendimentos. Parece utopia mas não é, tem muitas igrejas se antecipando e buscando propor a sua membresia esse tipo de apoio. O fato que é essas são poucas, e esse assunto está a cada dia demandando mais ações dessa natureza, e a pergunta que faço é até quando vamos assistir como se nunca vai chegar a nossa vizinhança ou membresia? 

Nesse processo vejo o líder de jovens com uma importante função, a de refletir e pensar possibilidades para que sua juventude tenha acesso a conteúdo e cuidado nessa perspectiva.
 
Então, qual o papel do líder de jovens nesse processo? 
Como podemos ser relevantes numa questão tão complexa? 
Será que enquanto líder de jovens consigo entrar nessa peleja afim de resgatar os jovens envolvidos?

1. Ninguém entra nesse jogo se estiver de boa com a vida, o perfil dos jogadores são pessoas já de alguma forma afetadas psicologicamente. Então o jogo é mais uma das ações que facilitam o divorcio com a vida. Sendo assim é preciso falar sobre o mal contido no jogo mas entender que esse jovem propenso a entrar nesse jogo estão também nos bancos de nossos grupos de juventude, cantando nos corais, participando das iniciativas promovidas pela igreja, a questão é que estão passando abaixo do radar. Não podemos pensar somente no efeito, precisamos dialogar a causa, observar onde se rompeu nele o elo de confiança na família e na igreja. 

2. Entender que nosso papel esta muito alem a de um organizador de eventos, será preciso se debruçar mesmo sobre o assunto e perceber que talvez, em muitos casos, como disse Marcelo Gualberto, somos a ultima fronteira. Não acredito que seja possível olhar e perceber alguma afetação psicológica, os lideres de juventude não são treinados para esse fim, contudo é possível perceber algum sinal emitido por eles, ainda que esses sinais sejam quase imperceptíveis, eu creio que vocês não estão trabalhando sozinhos, o Espírito Santo de Deus caminha lado a lado com cada líder de jovens, afim de que sejam uteis para o reino, no interesse de parar toda e qualquer ideação suicida dos jovens sob nossa liderança.

3. Promovam ações que fortaleçam a comunhão, tornando os elos entre o grupo ainda mais sólidos. Conversem com a equipe, busquem formas de intensificar a interação, busquem o dialogo constante.

4. Avancem para o dialogo com os pais, quem sabe tentando acessar os lares. Muitas famílias precisam dessa aproximação mas não sabem como proceder. Nesse caso o líder de jovens é um elo importante de ligação entre os pais e o pastor da igreja. 

5. O baleia azul é um jogo, sua fase vai passar, mas o tema em questão é o suicídio, esse é o tema a ser tratado entre o grupo. Não tenha medo de travar esse dialogo, a ideia de que tocar no assunto poderá fomentar um pensamento suicida não existe, a ideação suicida é algo refletido, pensado e planejado. Se não se sentir seguro em dialogar esse tema busque ajuda, profissionais capacitados para esse debate, psicólogos podem ser acessados nas clinicas da família de sua região, e com um bom planejamento de data poderá ter o apoio desse profissional numa palestra em sua igreja. O que não podemos é deixar passar a oportunidade de confrontar a juventude com essa questão. O suicídio teve um aumento de 30% nos últimos 25 anos entre a juventude. Não se permita agir como se esse problema não é seu simplesmente porque seu grupo é muito bom. 

6. Creia que o seu grupo é saudável mas trabalhe como se tivesse entre eles potenciais suicidas. Leve o tema a serio e ore a Deus pedindo que lhe aponte iniciativas que poderiam levar o tema ao debate.

7. Planejem uma ação de que provoquem a possibilidade dos jovens acessarem conselheiros previamente orientados sobre essa questão. Recentemente fui demandado pela equipe do DEJAD RN, eles estão montando algo nesse sentido, e isso me fez buscar escrever algo nesse sentido. Tenho orado pedido a Deus uma estratégia e em breve vou postar aqui sugestão para essa iniciativa.

O que não podemos é avançar em nossa liderança e se imaginar dentro de uma bolha, acreditando que nenhuma dessas dores nos alcançará, afinal nosso grupo de jovens é uma benção! Se quisermos ser relevantes em nossa liderança será preciso enfrentar esses desafios, sabendo que estão lutando pelas vidas que silenciosamente caminham em direção a esse ou a qualquer outra malignidade que possa surgir encorajando-os ao suicídio ou outra terrível consequência.

Converse com sua equipe, seu pastor, seus mentores, os pais, formas de tratar esse assunto o mais rápido possível, se preparem para possíveis surpresas e avaliem em oração e com ajuda profissional as ações cabíveis em cada caso. Só não deixem o tempo resolver porque isso não ajuda. 

Que Deus nos abençoe, 
Jader Cruz
 

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Algumas questões que envolvem a sucessão do líder de juventude. Um pouco do que conversamos na live.


Pensando na sua sucessão, a escolha de novos líderes - 1 Sm 16.6-11 

Escolhi esse tema para iniciar esse dialogo através da live realizada no instagram. Não foram poucas as vezes em que fui acionado em alguma mentoria para pensar esse tema que inicialmente pode parecer tranquilo de se pensar, mas na pratica torna-se bem complexo, identificar e treinar novos lideres que darão continuidade aquilo que você tem feito com seriedade ate esse momento. 

Veja como parâmetro o texto acima citado, onde Samuel é conduzido pelo Senhor a casa de Jessé para a escolha de um novo rei para Israel, vamos ter esse episodio como pano de fundo para refletirmos sobre a escolha dos novos integrantes para nossa equipe de liderança com jovens.

- A sucessão precisa ser pensada a partir do inicio de sua gestão.

Um erro recorrente que percebo é que geralmente a sucessão sera assunto no ultimo momento da gestão, lá pelos últimos meses ou quem sabe semanas. A sucessão precisa ser pensada desde o primeiro momento de sua chegada na liderança, porque por melhor que você seja, ou que sua liderança tem produzido, um dia você sairá. 

Pensar a sucessão logo no inicio te facilitará, serão mais possibilidades de treinamentos para que você perceba o potencial contido nesses lideres em testes.

A renovação é salutar para: 

o grupo, porque ganha uma equipe arejada, com novas ideias.
nova equipe, porque desenvolve melhor com mais espaço.
a equipe que esta saindo, porque todos precisam de um tempo de descanso para quem sabe num outro momento retornar com suas forças renovadas.  

- Eliabe, um perfil adequado 

Quando Samuel percebe a chegada de Eliabe imediatamente imagina que ele reunia condições ideais para exercer o cargo para o qual ele foi buscar. Isso porque Eliabe tinha aquilo que entendemos como um perfil adequado. Não vejo erro em Samuel, todos nós enquanto lideres sempre buscaremos pessoas que estejam dentro de um perfil adequado para a missão desejada. Quando o Senhor o exorta é para mostrar que seu olhar precisa caminhar com o dialogo com Deus, porque se temos um dialogo constante com Deus veremos tambem com o olhar de Deus. E isso amplia as possibilidades de nossas escolhas. 

Sinceramente entendo que quando alinho o meu coração com o Senhor faço as melhores escolhas. Contudo isso não me impede de estabelecer com o a equipe um perfil adequado para o ingresso na função, integrar a equipe. Bill Hybels, um dos maiores pensadores sobre liderança do mundo, escreveu em seu livro Liderança corajosa, editora vida, um parâmetro interessante porem não definitivo sobre a escolha de sua equipe, ele aponta os 3 c´s para nortear essa escolha, são eles: carátercompetência e combinação. Digo não definitivo porque entendo que precisamos de parâmetros e até ler esse texto não tinha um tão simples e pratico para me nortear nessas escolhas, mas entendo que tudo e todas as escolhas precisam ser remetidas ao crivo do nosso Deus, Ele sim entende de formar boas equipes. Sendo assim veja Davi como escolha improvável e entenda como Deus trabalha.

- Davi, escolha de Deus – Os perfis que nos surpreendem.



Nesse processo de escolha talvez a frase que eu mais ouço é: “Não vejo ninguém para liderar a juventude.” Os lideres que estão atuando, sempre perceberem, agem como Samuel e se prendem ao perfil adequado, esquecendo que o Senhor é quem capacita, porque a obra é DELE.

Ao longo dos anos vi pessoas surpreenderem seus lideres porque seus perfis jamais seriam escolhidos, mas o Senhor os promoveu porque sabia o que tinha dentro deles a ser posto para fora. Deus conhece o que tem dentro de nós, e por isso temos que confiar e acreditar que melhor do que um perfil adequado é um perfil que Deus acredita. 

Sendo assim se torna essencial que o líder de juventude entenda a importância de ter uma vida de dialogo com Deus em oração, porque um líder de juventude sem contato com Deus é um líder limitado.

- Identifique – Momento de assumir riscos

Nem sempre as escolhas para mentoria e possível ingresso na liderança será algo concordado entre a sua equipe.

Não tenha medo ou vergonha de admitir que sua escolha foi equivocada, isso acontece, às vezes nos enganamos com as pessoas. Recue, e comece de novo.

Tenha o cuidado de não permitir que essa experiência seja traumática para seu mentoriado, se não der certo na equipe de liderança conduza-o a novas possibilidades.

- Torne o processo dinâmico. Tornando o acesso a equipe de liderança mais rotativo. Comece chamando o escolhido para coordenar ações especificas.

- Diga a ele que você acredita nele. Incentivando o tempo todo.

- Diga a ele sobre o potencial que você vê nele. Mostre-os o potencial percebido por você.


Reserve essas datas

>>>> Nossa próxima live será dia 20 de fevereiro, no facebook, 22h. Vamos discutir se existe ou não uma idade certa para ser líder de juventude. 

>>>> 8 de abril - Conferencia capacitar 2017 - Para jovens, lideres de jovens e adolescentes. Mais informações em www.capacitarmadureira.eventize.com.br/




domingo, 12 de fevereiro de 2017

Dia de TREINAMENTO para lideres de jovens e adolescentes. Mentoria e aperfeiçoamento.


Essa semana teremos o DIA DE TREINAMENTO, nossa iniciativa de mentoria e aperfeiçoamento de líderes para o ministério com jovens.

Nesse sábado será com a equipe de liderança de jovens e adolescentes da @adjp_oficial

O dia de treinamento é um diálogo mensal, acompanhando o crescimento e apontando caminhos para os desafios que surgem na jornada.

Quer um dia de treinamento com sua liderança de juventude? Entre em contato com 21970352666 (Whatsapp)

Tudo pela causa da juventude.

Porque liderança de juventude não é um cargo, é uma CAUSA!

#realinhando #diadetreinamento #coachparalideresdejuventude
#conferenciacapacitar #causa #coach #mentoria #juventude #lideranca #palestras #capacitacao #mentor #liderdeadolescentes #capacitandoajuventude #gerandolideres #liderancadejuventude #leadership #liderdejuventude #liderdejovens

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Conferencia Capacitar 2017. Para quem ama a juventude brasileira.


Atenção: Em abril será nossa conferência capacitar em Madureira. 
》》》 SaveTheDate 8 de abril 《《《

Iniciativa de capacitação e aperfeiçoamento de líderes para o ministério com jovens e adolescentes.


Investimento: R$ 20,00
Mais informações em breve ou pelo Whatsapp 21-97035-2666

Compartilhe essa informação.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

A importância do dialogo constante entre a equipe de liderança de juventude.



E Jesus, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos; E, abrindo a sua boca, os ensinava, dizendo... Mt 5.1,2


O texto bíblico acima citado mostra a importância que Jesus dá ao diálogo constante com a equipe. No momento em que sua liderança alcançava multidões ele deu total atenção ao contato direto com seus ajudadores. Ao longo dos anos percebi que muitos iniciam sua liderança em pensam que lidar com a equipe é somente no momento que denominamos como reunião, momentos formais onde traçamos as próximas ações com a juventude. Mas Jesus como nosso modelo de liderança aponta uma forma interessante de dialogo, mais intimista, mais próximo. Vamos pensar nesse texto os benefícios dessa abordagem.

Visão compartilhada
Ele precisava que sua visão fosse aprendida e compartilhada, porque seriam os discípulos que continuariam o processo de evangelização pelas nações. Esse contato direto e constante com sua equipe ajudará nesse processo de aprendizagem de suas ideias, de sua visão. Uma vez aprendida, você terá pessoas defendendo a sua visão para o grupo, beneficio direto da mentoria. 


Esse contato direto permite que sua equipe lhe aponte o feedback obtido com a juventude, tornando esses encontros preciosos para a correção da rota. Não sei como um líder de juventude consegue seguir em sua jornada sem promover esses momentos de dialogo e reflexão da proposta sugerida aos jovens.

Percepção das motivações e distrações

Existe uma preocupação recorrente do líder quanto a permanência de sua equipe no mesmo proposito, ativados pela mesma causa. Um diálogo próximo permite a percepção real da motivação de sua equipe, isso porque nesse contexto mais intimista as pessoas se permitem expressar com mais clareza o momento vivido por eles. Quando a equipe percebe a preocupação do líder em cuidar deles bem como dos jovens, a cumplicidade e o companheirismo fluem com mais frequência, mantendo a equipe focada na mesma visão. 

Nesses encontros temos tambem uma boa oportunidade para observação, porque se tiver atenção é possível perceber os sinais claríssimos de insatisfações e algumas de suas frustrações com a missão confiadas a eles. Esse tipo de sinal emitido pela equipe nem sempre será notado em eventos e abordagens coletivas, porque na lida é mais fácil manter a impressão que esta tudo bem, mas quando esse contato é menos formal, a possibilidade da equipe travar um dialogo que possa expor seus pontos de vista discordantes, possibilitando um acerto de contas, promovendo a união em torno do projeto.  

Dialogando para alcançar

Para alcançar a juventude em suas demandas será preciso primeiro dialogar e ser canal de tratamento para a equipe que caminha contigo nessa longa jornada. Esses momentos de mentoria e conversa ajudam na construção de um projeto para alcançar os jovens, não somente através de qualquer que seja uma ideia, mas de uma liderança executada por varias mãos. 


Quando sabemos onde queremos chegar, alcançamos com mais facilidade quando nossa equipe esta ciente dos nossos alvos. Esse tipo de dialogo torna a união exemplificada e para alem dos discursos. Tornando sua liderança sempre acessíveis a sua equipe fortalecerá o elo entre vocês, produzindo mais a partir de um grupo forte e coeso. Tenho plena convicção que o alcance a partir de uma equipe unida é muita mais abrangente.

Deem a atenção devida a sua equipe
Reflita sobre a atenção que tem investido na sua equipe de trabalho, eles são parte fundamental de sua liderança.


Você precisa entender a sua função em liderar primeiro sua equipe, cuidar deles, manter suas motivações no foco correto, e sobretudo perceber onde suas dores podem ser tratadas pela boa mão de Deus através de sua liderança. Entenda sua importância nesse processo e lute por eles tambem.

Uma dica importante: Crie em sua rotina de agenda momentos para dedicar a sua equipe, pode ser em encontros sociais, aconselhamento pessoal, marcar para tomarem um café juntos, ou até mesmo um momento de lazer entre as famílias. Faça isso com alguma frequência, invista neles. Mantenha o foco na juventude, mas jamais deixe de investir tempo para cuidar de sua equipe!


Jader Cruz

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...